X

Venha conhecer o
seu próprio lounge no
Beverly Hills.

LIGAMOS
PARA VOCÊ

FALE COM UM
CONSULTOR

FALE via
whatsapp

JÁ EStÁ INDO EMBORA?

Não achou o que procurava? Deixe-nos ajudar a encontrar o
imóvel do seu sonho.

A KATZ liga para vocÊ

Nosso consultor entrará em contato

INFORME O SEU WHATSAPP
QUE ENTRAMOS EM CONTATO

Se preferir, entre em contato direto pelo aplicativo clicando no botão abaixo:

Blog

Fique por dentro do
mercado imobiliário

tipos de piso

Vantagens e desvantagens dos tipos de piso

Escolher o revestimento ideal para uma casa ou apartamento é uma tarefa difícil. As opções de tipos de piso são variadas. Existem cores e materiais diferentes e tudo vai depender do gosto e da necessidade da pessoa. Mas, afinal, quais são as vantagens e desvantagens de cada material e qual é aquele que se adapta melhor a sua casa?

 

13427997_294448434236712_2047889664744115603_n

 

O piso vinílico e o cimento queimado são as novas tendências do mercado de revestimento. “O cimento queimado é um material que vem ganhando maior visibilidade, pois tem um aspecto mais rústico, imitando o concreto. Já o vinilico é muito resistente e, além disso, é produzido com materiais recicláveis”, diz a arquiteta Georgia Brandi.

 

Apesar do crescimento desses materiais, os pisos frios como porcelanato, cerâmica e antiderrapante ainda têm bastante procura e são concorrentes dos pisos de madeira. E o mais importante é saber em qual ambiente o revestimento será colocado.

 

“Deve ser levado em consideração em qual área o piso frio vai ser colocado, área molhada ou seca, interna ou externa”, observa a arquiteta Nathália Moura.

 

13428405_294448490903373_910819558980120420_n

 

Vinílico A instalação é fácil e rápida e a superfície precisa estar uniforme e limpa. O material não mancha, é antialérgico, muito resistente e com alta durabilidade, não faz barulho ao andar e tem diversas cores e formatos. A limpeza é feita apenas com pano úmido e representa uma alta economia para a obra. O custo médio do vinilico é de R$ 50 por m², mais a instalação.

 

O piso não é recomendado para áreas externas, úmidas ou que tenham muito contato com água, como por exemplo, o banheiro. “Móveis pontiagudos podem marcar o piso e é recomendado que o material não tenha muitas ranhuras para não dificultar a limpeza”, alerta Georgia.

 

13417614_294448537570035_4844185623288446375_n

 

Taco É um piso atemporal, hipoalérgico e que aceita todo tipo de decoração, sendo acolhedor e aconchegante. É versátil, muito duradouro e a limpeza diária é simples, feita com vassoura, pano úmido e produtos específicos para a conservação da madeira. O custo médio dos tacos é de R$ 200 por m².

 

O alto custo e o tempo de instalação podem ser fatores contra o taco, que é mais trabalhoso do que os outros pisos. A colocação é feita em três etapas: instalação de peças coladas uma a uma, raspagem e acabamento.

 

13423997_294448830903339_6803324692289372116_n
 

Cimento queimado Material de aplicação fácil e deve ser colocado em uma superfície lisa e nivelada. É ideal para quem quer uma obra rápida e pode ser usado em áreas internas e externas. Para ter uma durabilidade prolongada, é necessário aplicação de resina com base acrílica por cima da massa ainda úmida e tem a versatilidade na hora de decorar a casa. O custo é de R$ 15 por m².

 

“Se não for bem aplicado, pode ocorrer fissuras, comprometendo a durabilidade do piso. Com o tempo, a tendência é que apareçam algumas manchas no piso”, ressalta Georgia.

 

13450071_294448864236669_3933154613813175_n
 

Laminado É um piso semelhante ao carpete de madeira, mas com valor inferior. É utilizado apenas em ambientes internos, sua instalação é fácil e rápida, não precisa de acabamento e a limpeza pode ser feita com pano úmido. Seu custo médio é de R$ 50 por m². “São instalados sobre mantas de polietileno, protegem da umidade e funcionam como isolante acústico e térmico”, diz Nathália.

 

O contato com a água ou o sol direto no piso pode deformar as peças. Além disso, alguns modelos podem se tornar escorregadios. Não é recomendado para animais de estimação.

 

 13434867_294448940903328_6405465137939920598_n
 

Pisos frios Os tipos mais comuns são porcelanato e cerâmica. São encontrados em peças de vários tamanhos, cores, espessuras e texturas. Podem ser usados em ambientes externos e internos e não têm problemas com água. Se for colocado em área aberta, deve-se escolher um piso antiderrapante. Sua limpeza pode ser feita apenas com um pano úmido.

 

Sua desvantagem é que a queda de objetos pode lascar ou quebrar o piso, além de fazer ruído ao caminhar em um piso frio.

 

13434763_294448997569989_5042095414041507790_n
 

Carpete Pode ser comprado em diversos materiais, nylon, lã ou poliéster. As emendas não são visíveis, é um piso seguro por ser antiderrapante, reduz o impacto de possíveis quedas, não faz ruído ao andar e não propaga som entre os andares. Além disso, cria um ambiente aconchegante e agradável. Sua limpeza é feita com pano um pouco úmido e aspirador de pó. Seu custo médio é de R$ 55 por m².

 

A utilização de água em excesso pode mofar o carpete. Além disso, não é um dos tipos de piso recomendado para animais por causa dos pelos.

 

Fonte: Revista do ZAP – Publicado por: Mateus Carvalho – Fotos: Thinkstock

assine nossa newsletter

Receba antecipadamente oportunidades e lançamentos.